Bhakti Yoga

/Bhakti Yoga
Bhakti Yoga2019-01-18T17:00:39+00:00

Bhakti Yoga

O bhakti yoga é o yoga do amor e da devoção. É a devoção ao divino em qualquer forma ou sem forma, seja qual for a relação que cada um estabelece com o transcendente. Pode ser a devoção à Verdade, a Deus, ao Parabrahman (Consciência Suprema), à Realidade Absoluta ou qualquer nome que seja usado para descrever o Inominável. Podemos ser devotos de Cristo, Buda, Krishna, Allah, Rama, Shakti, Shiva, Ahura Mazda, ou Zeus. Podemos expressar devoção por qualquer forma em que se reconheça a presença do divino, pode ser um santo morto ou vivo, o Guru, ou a natureza no seu esplendor. A especificidade da forma não importa, o essencial é a devoção que se sente.

A palavra bhakti deriva da raiz bhaja que significa ‘adorar’, ‘servir’, ‘amar’, ‘ser devoto’ que é a essência do bhakti yoga. A palavra bhakta deriva da mesma raiz, e significa ‘aquele que pratica bhakti yoga, que sente a devoção’.

O bhakti yoga tem duas formas de ser abordado: se formos naturalmente devotos a tendência será seguir o caminho do bhakti yoga, que envolve uma concentração intensa de todo o ser no objecto de devoção. Este tipo de bhakti, conduz directamente ao conhecimento do transcendente; no entanto, para quem não tem essa natureza, existem outros tipos de yoga que podem ser seguidos. Estes caminhos eventualmente levam a uma experiência espiritual, que por sua vez, leva ao desenvolvimento do bhakti yoga, para que desta forma o aspirante possa ter consciência de algo que antes não tinha.

O propósito do bhakti yoga é desenvolver intensamente a concentração no sentido do objecto de devoção. Isto ocorre espontaneamente se houver um sentimento profundo, bhava. Toda a energia do indivíduo converge num só foco, o que torna a mente e o corpo muito mais sensíveis e receptivos ao transcendente . O indivíduo torna-se bhakta pela experiência e não apenas por acreditar.

O objectivo do bhakti yoga é levar-nos para lá da identificação com o pequeno ‘eu’, corpo e mente. É reduzir caprichos pessoais, conflitos, desarmonia, e tudo mais, tudo o que limita a consciência, e desta forma deixar que a mente se torne um reflexo, um espelho perfeito da experiência. Nestas circunstâncias pode-se atingir uma consciência mais elevada e uma felicidade suprema.

A pessoa que vive o seu dia-a-dia de trabalho duma forma tranquila, pode facilmente ser um bhakta, tal como a pessoa que passa o seu dia e a sua noite em cânticos devocionais.
Só o bhakta consegue saber se é bhakta. O bhakti yoga é normalmente visto como sendo muito diferente das outras vertentes do yoga, mas isto na realidade não é bem assim. No hatha yoga a mente torna-se consciente da respiração e das diferentes partes do corpo. No raja yoga a mente fica focada num símbolo ou num centro psíquico. No jnana yoga a mente foca-se totalmente numa questão. No karma yoga a mente torna-se concentrada pela entrega total à acção. No bhakti yoga o mesmo resultado é atingido através do amor e da devoção. Todas as vertentes do yoga levam ao dhyana (meditação). Ao utilizar o imenso potencial das emoções, o bhakti yoga pode intensificar a eficácia das outras vertentes do yoga.