Esta texto é a segunda de duas partes de um satsang doSwami Satyananda Saraswati, em Zinal na Suíça, em setembro de 1981, sobre o despertar do prana.

(…continuação)

 

Quando praticas pranayama, os pranas são estimulados na parte baixa do corpo, mas tens de ter um meio de elevar a energia. De alguma forma, tens que criar uma força negativa que vai empurrar a energia pranica através da espinal medula. Por esta razão, o pranayama deve ser praticado em coordenação com bandhas específicos. Os três bandhas que são incorporadas na prática de pranayama são jalandhara bandha, uddiyana bandha e moola bandha. Eles criam uma força negativa, como a força de ejecção que é usada para extrair água de um poço. Existem duas forças utilizadas para bombear água: a força de sucção e a força de ejecção. Quando praticamos pranayama com os bandhas, accionamos uma força de ejecção. (…)

(…)

União com o prana universal

O prana não é apenas a força da vida, é também uma força de cura muito poderosa no organismo, que pode mesmo erradicar os problemas físicos mais difíceis. Além disso, o prana do corpo é uma parte do prana universal. Não estou a falar de ioes positivos e negativos, estou a falar de uma substância metafísica. Que é chamada de prana universal e o teu prana é uma parte desse prana universal. Se conseguires ligar-te ao prana universal, podes requisitar a quantidade necessária de prana sempre que precisares.

Para te ligares a este prana universal, deves ser capaz de atingir um elevado estado de meditação. Quando controlares a respiração, a mente também é controlada e a consciência torna-se unidireccional. Essa consciência unidirecionada é observada no centro entre as sobrancelhas, onde o ponto é visto como uma luz. A luz cresce em intensidade e torna-se maior e maior até que envolve completamente a tua consciência. Depois, tudo se ilumina em teu redor, e é nesse momento que te podes conectar com o prana universal.

Esta sintonização com o prana universal é muito difícil, porque a nossa consciência é muito limitada. A maioria das pessoas só conhece a respiração profunda, e achamos que ao respirar profundamente cinquenta a cem vezes, teremos mais e mais shakti. Claro que sim, mas precisamos de uma forma mais subtil de prana shakti para despertar o cérebro.

Ao longo do corpo, há um campo pranico que é conhecido como pranamaya kosha. Deves saber como ajustar o pranamaya kosha com o prana universal. O pranamaya kosha pode ser despertado através da prática correcta de pranayama, pelo jejum ou alimentação correcta, ou aperfeiçoando a percepção do ponto entre as sobrancelhas. Então, quando és capaz de ver essa grande luz envolvente, tornas-te um canal para o prana universal. Quando isso acontece, podes distribuir esse prana para aqueles que precisam.